(32) 3421.2085 | (32) 3421.3863
14/10/20 - Ensino Médio
Três estudantes do Ensino Médio representam o Carmo no 21º MiniONU

O Colégio Carmo de Cataguases marcou presença, nos dias 10 a 12 de outubro, no evento que é considerado o maior modelo intercolegial de simulação das Nações Unidas da América Latina, o MiniONU, promovido pelo departamento de Relações Internacionais da PUC-MG. Por causa da pandemia, esta 21ª edição do projeto foi totalmente virtual, através de videoconferências, com estudantes de Ensino Médio de todo o país.

Do Colégio Carmo, três estudantes do 3º ano participaram. Renan Barros Cunha representou a Delegação da Alemanha no comitê UNDRR 2030, que simulou a 4º CONFERÊNCIA MUNDIAL DA ONU PARA REDUÇÃO DE RISCOS DE DESASTRES. No mesmo comitê esteve a estudante Jéssica Pimenta Vani Badaró, que representou a Delegação da Nova Zelândia. Já a estudante Cecília Lima do Carmo participou como delegada, também da Nova Zelândia, mas em outro comitê - UNEA 2019, que simulou a 4ª ASSEMBLEIA AMBIENTAL DAS NAÇÕES UNIDAS – SOLUÇÕES INOVADORAS PARA DESAFIOS AMBIENTAIS, CONSUMO E PRODUÇÕES SUSTENTÁVEIS.

Cecília destacou, dentre os pontos fortes do evento, o treinamento da oratória, com uso de um vocabulário mais formal. "É interessante o modo como os delegados dos países debatem, as pessoas entram demais nos personagens; a representante da Arábia Saudita, por exemplo, estava com um véu e muita gente usou terno também, já que estávamos em um ambiente diplomático", observou Cecília, do comitê da UNEA.

"No final de tudo, foi proveitosa a experiência, apesar de muito cansativa. A gente fica sabendo de muitos assuntos atuais e posições de diversos países, além de se aprofundar num tema específico", relatou.

Jéssica e Renan também avaliaram positivamente sua participação: "Como era um comitê futurista (UNDRR 2030), a gente teve que imaginar a Terra em um cenário ruim. Foi uma experiência muito interessante", afirmou Jéssica.

"Debater com pessoas que não conheço, cada um com seus argumentos, fez uma experiência muito desafiadora e com certeza mais interessante. Participei bem, mas acredito que seria muito melhor se fosse presencial", completou Renan, observando as limitações de um projeto virtual em relação ao presencial, em que a interação entre os estudantes é naturalmente mais completa e rica. 

A inscrição dos estudantes, neste ano, foi mediada pela professora de Sociologia do Ensino Médio, Luciana Mendonça de Melo. "Foi uma primeira experiência em modelos de simulação para os alunos. Esperamos que, nos próximos anos, tenhamos novas oportunidades, de preferência, presenciais", afirmou a professora.

Conferências deste tipo ocorrem em diversos lugares, estimando-se que mais de 400.000 estudantes ao redor do mundo participem dessas atividades anualmente. As simulações unem a prática com a teoria das relações internacionais (ou política internacional), ensinando práticas parlamentares, oratória, debate e escrita, também como pensamento crítico, liderança e cooperação, dando espaço para compreensão de situações complexas e estimulando o respeito e a empatia em relação a outros povos.

Para saber mais sobre o MiniONU, o link é este: https://minionupucmg.wordpress.com. Confira, na galeria de imagens, o registro da participação dos alunos do Carmo.

Comentários